Thursday, October 12, 2006

O DOM DA POESIA

photo by: Victor Galhetas

Deixa a palavra escorregar, Como um jardim o âmbar e a cidra, Magnânimo e distraído, Devagar, devagar, devagar.

Boris Pasternac

3 moonlovers:

Anonymous nuvem vadia said...

É quase vertiginosa, essa lentidão. Por isso sabe bem, a própria palavra "devagar", quando a língua a está tacteando no céu da boca, como se procurasse o lugar onde os beijos se escondem.
É como quando as àrvores se despem para o sol, ou para a noite: poucos reparam desde o início que estão nuas. um beijo

Thursday, October 12, 2006 3:42:00 pm  
Blogger Moonlover said...

Nuvem! que bem que escreves!
Saboreio cada palavra,
um beijo*b

Thursday, October 12, 2006 3:47:00 pm  
Blogger cavalo marinho com asas said...

As palavras... Mágicas... Doces...
Amargas... Cheias de volúpia!!!
És linda... Não há palavras para te definir ser alado!

Friday, October 13, 2006 10:49:00 pm  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home