Tuesday, September 19, 2006

Pequenas Coisas


Falar do trigo e não dizer
o joio. Percorrer
em voo raso os campos
sem pousar
os pés no chão. Abrir
um fruto e sentir
no ar o cheiro
a alfazema. Pequenas coisas,
dirás, que nada
significam perante
esta outra, maior: dizer
o indizível. Ou esta:
entrar sem bússola
na floresta e não perder
o rumo. Ou essa outra, maior
que todas e cujo
nome por precaução
omites. Que é preciso,
às vezes,
não acordar o silêncio.

Albano Martins
Escrito a vermelho Campo das Letras 1999
1ª edição
Photo by: Susana Ferreira

5 moonlovers:

Blogger cavalo marinho com asas said...

"Diz-me, silêncio, em ruidos permanentes singelamente confusos primitivos - que mão estender á voz que ouvida não fala comigo ou com ninguém (...).
Diz-me, silêncio, em ruidos de que és feito,
como entender-te quando és corpo humano."
Jorge de Sena

Tuesday, September 19, 2006 12:38:00 am  
Blogger Moonlover said...

è lindo Amiga, obrigada :)

Tuesday, September 19, 2006 12:41:00 am  
Blogger AMMedeiros said...

Há silêncios plenos de significados e cuja significação nos enche os dias, há silêncios que nos dão sentido aos pensamentos e nos aplacam a alma.
Há silêncios de felicidade e alegria.

Muitos destes para ti.
Um beijo

Tuesday, September 19, 2006 11:43:00 am  
Blogger Moonlover said...

Obrigada Ana, é verdade que neste momento estou numa fase da vida cheia de silêncios, alguns dolorosos mas que espero por esses de felicidade e alegria...
Grande beijo para ti tb.

Tuesday, September 19, 2006 12:08:00 pm  
Blogger azzrael said...

"Que é preciso,às vezes,não acordar o silêncio."
Muito bonito, fiquei sem palavras.
***
beijinhos muitos******

Tuesday, September 19, 2006 1:46:00 pm  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home