Tuesday, July 04, 2006

Lua


Luz fugaz, luz furtiva do meu exílio, luz que às vezes me contemplas à beira do abismo, sobre o fio das navalhas por onde caminha o coração, sobre as nocturnas flores queimadas nos campos que amadurecem, última luz antes da queda.

José Agostinho Baptista in Quatro Luas

Dedico este pequeno trecho do livro ao amigo que me ofereceu, obrigada pelo apoio que sempre me dedicaste.

3 moonlovers:

Blogger João Barbosa said...

Um viva a ti, devoradora de poesia. Viva!

Wednesday, July 05, 2006 1:15:00 am  
Blogger Moonlover said...

Obrigada João ;)

Wednesday, July 05, 2006 1:31:00 am  
Anonymous nuvem vadia said...

Que a lua banhe sempre a tua imensa sensibilidade.

Wednesday, July 05, 2006 3:56:00 pm  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home