Wednesday, March 19, 2008

Chuva em casa


Agora já podemos sentir a chuva no chuveiro, mesmo! ;)


Ramon Soler criou uma colecção de duches originais que nos propociona um banho ralaxante, com um inteligente controlo do caudal(ecostop) e temperatura(termostop).

CASO PLUVIOSO

A chuva me irritava. Até que um dia
descobri que maria é que chovia.

A chuva era maria. E cada pingo
de maria ensopava o meu domingo.

E meus ossos molhando, me deixava
como terra que a chuva lavra e lava.

Eu era todo barro, sem verdura...
maria, chuvosíssima criatura!

Ela chovia em mim, em cada gesto,
pensamento, desejo, sono, e o resto.

Era chuva fininha e chuva grossa,
matinal e noturna, ativa...Nossa!

Não me chovas, maria, mais que o justo
chuvisco de um momento, apenas susto.

Não me inundes de teu líquido plasma,
não sejas tão aquático fantasma!

Eu lhe dizia em vão - pois que maria
quanto mais eu rogava, mais chovia.

E chuveirando atroz em meu caminho,
o deixava banhado em triste vinho,

que não aquece, pois água de chuva
mosto é de cinza, não de boa uva.

Chuvadeira maria, chuvadonha,
chuvinhenta, chuvil, pluvimedonha!

Eu lhe gritava: Pára! e ela chovendo,
poças dágua gelada ia tecendo.

Choveu tanto maria em minha casa
que a correnteza forte criou asa

e um rio se formou, ou mar, não sei,
sei apenas que nele me afundei.

E quanto mais as ondas me levavam,
as fontes de maria mais chuvavam,

de sorte que com pouco, e sem recurso,
as coisas se lançaram no seu curso,

e eis o mundo molhado e sovertido
sob aquele sinistro e atro chuvido.

Os seres mais estranhos se juntando
na mesma aquosa pasta iam clamando

contra essa chuva estúpida e mortal
catarata (jamais houve outra igual).

Anti-petendam cânticos se ouviram.
Que nada! As cordas d’água mais deliram,

e maria, torneira desatada,
mais se dilata em sua chuvarada.

Os navios soçobram. Continentes
já submergem com todos os viventes,

e maria chovendo. Eis que a essa altura,
delida e fluida a humana enfibratura,

e a terra não sofrendo tal chuvência,
comoveu-se a Divina Providência,

e Deus, piedoso e enérgico, bradou:
Não chove mais, maria! - e ela parou.

Carlos Drummond de Andrade

Labels: , ,

10 moonlovers:

Blogger Dias said...

Mas... mas... ela, a chuva, the real thing, está ali, lá fora...

Ok, não é em todo o lado que a podemos receber nús, but its the real thing!

Se eu fosse podre de rico, comprava metade destas "côsas modernas" nem que fosse pela beleza do objecto.

O sôr Drummond, é, sempre foi, e sempre será divertidissimo de ler.
Gosto de me fechar nos pensares, mas com o sôr Carlos sorrisos esperneiam por todos os cantos dos labios.

É como quando penso em voçamercê B, sorrio a alegria que me emprestas.

Tudo de absolutamente fabulasticamente espantosizicimo, para ti.

Abraço grande miuda

Wednesday, March 19, 2008 10:19:00 am  
Blogger manolito said...

me encanta la lluvia y mojarme con ella..
me encanta el agua fría mojándome.
aunque..
la ducha de la foto tiene muy buena pinta.
besos.

Friday, March 21, 2008 3:28:00 am  
Blogger moonlover said...

Dias...
pois! este chuveiro é para que gosta de chuva, mesmo...
e eu sei o quanto gostas da chuva ;)
este poema do Drummond ouvi hoje na tsf junto com a informação deste maravilhoso engenho de gotas de água, adoro o sôr Carlos tb, sempre me cativou a sua escrita :)

um Supercalifragilisticexpialidocious beijo

Manolito...
a mi me encanta tambien la Lluvia, las gotas, la color del dia mojado ;)
gracias y un beso,
moon

Friday, March 21, 2008 8:02:00 am  
Blogger Dias said...

"Supercalifragilisticexpialidocious beijo"

:))))

Coll

Um desses, mas a dobrar, para ti miuda.

Friday, March 21, 2008 10:49:00 am  
Blogger isabel victor said...

Que interessante ! :))

Tb gostava ... desta chuva


bom dia de poesia

Friday, March 21, 2008 11:03:00 am  
Blogger moonlover said...

Isabel Victor...

eheheh, ainda vamos importar uma série destes chuveiros...

um grande dia da poesia para ti tambem ;)

um beijo
moon

Friday, March 21, 2008 11:21:00 am  
Blogger Leni Qinan said...

Qué invento con tanto estilo, la ecoducha y el ecostop! Y además qué diseño!
¿Se acabarían las sequías si todos tuviéramos una de estas en casa?
Gracias por la poesía, Moon. No conocía a Carlos Drummond de Andrade y hasta donde he leído y comprendido, me gusta.

XXX.

Friday, March 21, 2008 11:44:00 am  
Blogger 666 said...

Pascoa?

WTF is that?

Welcome to hell

666

Saturday, March 22, 2008 7:33:00 pm  
Blogger Arti Honrao said...

Hi!

What is this about? You know I cannot read Portuguese :)
But the photo seems to speak to me that the person is photo is enjoying pseudo rain *lol*


Happy Easter!


GBU
Arti

Sunday, March 23, 2008 8:11:00 am  
Blogger moonlover said...

Leni Qian...
quien lo invento es un español ;)
Ramon Soler.
Bienvenida al mundo de la poesia Drummond, tiene muchos y buenos poemas, busca-lo en internet, lo vais gustar muchissimo
un beso,
moon

Arti...
the photo is about a special designer who made this shower so we could feel rain in the morning in our bathroom.
The poem is about rain too.

Sunday, March 23, 2008 10:40:00 am  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home