Wednesday, October 10, 2007

Poemas


Photo by De Sousa

Os poemas são pássaros que chegam
não se sabe de onde e pousam
no livro que lês.
Quando fechas o livro, eles alçam vôo
como de um alçapão.
Eles não têm pouso
nem porto
alimentam-se um instante em cada par de mãos
e partem.
E olhas, então, essas tuas mãos vazias,
no maravilhado espanto de saberes
que o alimento deles já estava em ti...

Mario Quintana

Labels: , ,

5 moonlovers:

Blogger Baudolino said...

Muito bonito, este poema.
Abraço
P.

Thursday, October 11, 2007 1:16:00 am  
Blogger moonlover said...

Baudolino...

:) eu tambem achei muito lindo ;)

abraço
moon

Thursday, October 11, 2007 8:44:00 am  
Blogger manolito said...

ciertamente los poemas dejan mucho del poeta en nosotros.
cada poesía nos hace pensar en cosas diferentes.yo creo q es un gran logro por parte del poeta.
beso.

Thursday, October 11, 2007 11:26:00 pm  
Blogger Dias said...

Hum... demasiado meloso.

A ideia é agradavel, mas o verbar demasiado floreado torna-a rococo.

Não é a minha onda.

Beijo melado

Friday, October 12, 2007 2:18:00 am  
Blogger moonlover said...

Manolito...

verdad, cada poema nos deja un pequeno tesouro dentro de nosotros;)
besos

Dias...

hummmm,

um pouco de mel de vez enquando
sabe bem ;)

um beijo poetico

Friday, October 12, 2007 8:55:00 am  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home